Panelando é uma revista de Gastronomia digital, tanto para os que se aventuram no preparo de uma boa comida, quanto para os que apenas se deleitam com uma boa mesa.

Dois amantes da Gastronomia iniciaram o projeto após histórias e andanças em cozinhas aqui e acolá, surgindo a demanda para compartilhar o que acreditamos com todos os profissionais, amadores e admiradores deste delicioso universo.

O caldeirão vai desde conteúdo pedagógico como técnicas culinárias,  cobertura de eventos do mundo gastronômico, produção de guias especializados, passando por jornalismo gastronômico informativo de serviços, crítica gastronômica, projetos gastronômicos inovadores, viagens, tendências, personalidades, receitas, promoção da Gastronomia nacional e transformação social,  e tudo mais que puder temperar essa panela sempre cheia de novidades.

Comida é comunicação, é cultura. Todos os caminhos da comida, desde a horta até o prato na mesa.

Venha mexer nessa panela também!

Kaki Melo

K  A  K  I     M  E  L  O

Gastroholic, cozinheira, empresária, food writer, ceramista e certificada em jornalismo gastronômico.

Desde pequena, sempre se viu envolvida com tudo relacionado ao mundo da Gastronomia, raíz que permeou a formação de identidade na infância e adolescência. Era do tipo de criança que brincava e se divertia não só nas praçinhas, e sim nos salões e cozinhas dos restaurantes, seus verdadeiros parques de diversão.

O berço português e criação brasileira conduziram sua vida profissional, a qual iniciou-se dividindo as panelas da cozinha com o Direito, na Shane School em Londres, e posteriormente estudando na University of Edinburgh – Escócia. A vivência de experiências diversas com objetivos de aprimoramento profissional, a levou a conhecer in loco diferentes hábitos e culturas, para traçar um paralelo com a realidade brasileira.

Sua trajetória dividiu o tempo dentre administrar seu catering atuante exclusivamente no segmento hoteleiro e em atividades de cozinhas de eventos, onde constantemente engajada pôde destacar-se estando em contato com a cozinha clássica e contemporânea, realizando eventos ao lado de grandes chefs – dentre eles Flávia Quaresma, Claude Troisgros, Olivier Anquier, Rolland Villard, Christoffle Larrat .

Participação em concursos de gastronomia, notadamente o concurso nacional da LG realizado em São Paulo e 1o. Lugar no Concurso do Festival de Gastronomia da Rede Hortifruti Rio de Janeiro.

Em busca do crescente constante, passagem na Escola de Artes Culinárias do chef francês Laurent Suaudeau em São Paulo, cursos de extensão em cozinha francesa e cozinha italiana.

Nesta estrada, uma notável experiência permeou sua vida profissional. Juntamente com o colega chef italiano Jonathan Lauriola e um grupo de mais dezesseis chefs, propôs-se a uma verdadeira imersão pela cultura alimentar no Norte da Itália, a qual culminou num intercâmbio gastronômico que costurou o norte da Itália e permitiu vivenciar registros únicas para a vida de um cozinheiro. Locada na região-sede e quartel-general do movimento Slow food próximo à região do Piemonte, permaneceu no anexo à Universidade de Ciências Gastronômicas. Sucederam-se a Fiera del Tartufo – onde historicamente os próprios fazendeiros locais comercializam as trufas encontradas em suas terras – e visitas técnicas à diversas fábricas locais de produtos de origem e denominação controlada, tais como o prosciutto di Parma no produtor di Parma La Perla, acompanhamento de todo processo de fabrico do aceto balsâmico tradizionale com suas barricas de madeira na cidade de Modena e produtora do verdadeiro Parmigiano Reggiano na Antica Latteria Ducale, além do peculiar local que abriga o embutido Culatello – local que abriga a Antica Corte Pallavicina – com a produção deste embutido local de paladar único o qual é objeto de adoração da família britânica.

Em outras ocasiões, sucederam-se marcos como o Salone del Gusto em Turim – Itália –  e a icônica caça às trufas na região de Alba – mais precisamente em Costigliole d’Asti, onde em meio da floresta juntamente com os caçadores locais trifolaus pôde participar deste acontecimento notável que sempre em Outubro na região, em busca de algumas das mais raras iguarias do mundo gastronômico.

Outra experiência engrandecedora se deu na cidade italiana de Bologna, juntamente com os chefs responsáveis da cozinha-escola La Vecchia Scuola Bolognese, em preparação conjunta de almoço especial somente para cozinheiros.

Dentre participação em diversos eventos e projetos relacionados à gastronomia, notadamente atividades relacionadas ao Instituto Maniva – ligado a conceitos de Gastronomia sustentável, apoio ao pequeno produtor e produtos orgânicos – e o Circuito Carioca de Feiras Orgânicas, um novo traço em sua jornada profissional.

Sous-chef do tradicional Restaurante Navegador no centro do Rio de Janeiro o qual funciona há 38 anos no Clube Naval, orgulha-se imensamente em ter trabalhado ao lado da premiada chef Teresa Corção, passando a maior parte de seus dias embarcada em um mar de conhecimento, produtos de excelência e trocas com o melhor da Cozinha Regional Brasileira Contemporânea.

Atualmente, o espírito empreendedor a ocupa como chef executiva de seu catering hoteleiro frente à criação de novos cardápios.

Interessada em todos os meandros do alimento desde o plantar até o servir à mesa, neste caminho todos os pontos de junção são parada obrigatória. As paradas dessa viagem passeiam por seu trabalho de plantio e cultivo de horta orgânica, documentação e arquivamento de registros fotográficos e escritos no campo da alimentação.

No percurso incansável por todos o caminhos que cercam a comida, encontrou-se ceramista, criando as louças para servirem de berços às suas criações na cozinha. Desde o moldar da argila no torno, passando pelo forneamento, pintura e design. O caminho inverso: ser progenitora da louça que servirá de cama para o alimento.

Ainda no campo documental, encontra-se com sua fatia food writer, apetitite este que lhe rendeu certificação de Jornalismo Gastronômico, para abençoar a união entre duas de suas paixões: o casamento entre a cozinha e a escrita.

No campo da pesquisa do alimento desde sua origem, envolvimento na disseminação do projeto “Panelando” .

Sempre alternando entre o backstage e o front no cenário da Gastronomia Brasileira.

Rudá Simões

R  U  D  Á     S  I  M  Õ E  S 

Globetrotter por vocação, amante da boa mesa, talento da cozinha, faro criativo de pesquisador: a união desses ingredientes presenteou a Gastronomia com a eclosão de uma bagagem e tanto.

Os almoços de família têm o tempero especial do concorrido arroz de polvo, com sua origem remetida lá na infância, desde o tempo em que o ainda menino ficava debruçado horas nos alfarrábios do grande livro de Receitas do Menino Maluquinho, de Ziraldo.

A babagem pesada cruzou os ares até a as praias da Austrália e fincou o avental e talheres por um ano, com passagem pela cozinha The dish, em Byron Bay.

Outro notável intercâmbio foi o verdadeiro Rallye Gourmet organizado pela América Latina, a bordo em 13.500Km das melhores sensações do paladar distribuídos por Peru, Bolívia, Chile, Argentina, Paraguai e Brasil. Essa orgia gastronômica passou por toda sorte de hábitos alimentares locais e culturas diversas, desde os simpáticos cicerones das cozinhas de estrada até os badalados Chi-cha, Gaston Acurio e Astrid & Gaston.

Eterno Apaixonado por queijos, vinhos e pães, pela origem da cozinha e seus peculiares costumes, carimbou passaporte para a Holanda para degustações de queijos especialíssimos. Outro carimbo digno de registro deu-se no  Instituto Argentino de Gastronomia, terra que o intimou novamente a aventurar-se em visitas técnicas por Mendoza e arredores, regadas às boas mesas do Chila, Olsen, Francis Mallman, Catena Zapata e Zuccardi.

Nesse caldeirão some ter estado ao lado do Mago da Cozinha o Chef Felipe Bronze no premiado Restaurante contemporâneo Oro, posteriormente com Philip Moulin no Relais & Chateau Terèze e inúmeros eventos com o colega de panelas Itamar Araújo.

Para o prato ficar perfeito, agora a Cozinha brasileira é a praia onde está aportado, digna de seu carro-chefe – a rabada – cozinhando em baixa temperatura seus escritos e registros fotográficos sobre a boa mesa.

Co-fundador do projeto Panelando, mexe a panela com seu lado cozinheiro e sua vertente  foodie.

Posts recentes do nosso blog

Confira nossas últimas criações

Não seja tímido! Entre em contato.

Se você está interessado em conhecer mais nosso trabalho, mande-nos uma mensagem e entraremos em contato com você!
Contato